quarta-feira, 23 de Abril de 2014

ANA RITA UMA JOVEM DO RIBATEJO



   Destemida quanto baste, Ana Rita tem subido a pulso, degrau a degrau, a sua um tanto acidentada carreira. O seu toureio caracteriza-se pala entrega, versatilidade e alegria espontânea com que facilmente comunica com os públicos. Influenciada pelas jovens cavaleiras Ana Batista e Sónia Matias, começou a frequentar em 2003 a Quinta do Açude, propriedade dos irmãos Manuel Jorge e Filipe Oliveira, e aí começou a aprender a equitação e os segredos do toureio, com Manuel Jorge, seu Mestre, apresentando-se em público por vez primeira ainda nesse ano, numa garraiada em São Francisco de Alcochete. Nessa altura compartia treinos e aprendizagem com outros jovens que ali se encontravam, como Paulo Jorge Ferreira, Filipe Gonçalves, Tiago Martins e Lídia Artamont. Prestes a iniciar a sua temporada 2014 (o que já aconteceu, quando publicamos esta entrevista, e já noticiamos), fomos ouvi-la.
Revista Os Toiros - Ana Rita, quem foi o impulsionador da sua carreira?
Ana Rita - O principal, tem sido o cavaleiro Manuel Jorge de Oliveira, que é o meu Mestre. Com ele tenho aprendido tudo. Tenho sido muito apoiada pela Coudelaria Oliveira Martins, que é o mesmo que dizer, por meu mestre e  Filipe seu irmão.
A PREPARAÇÃO NO TENTADERO, PARA O REGRESSO
R.T - Tem-lhe sido difícil romper, com tantos toureiros e bons, que existem?
A.R. - Não tem sido fácil. Por isso, o meu mestre optou para que eu centrasse mais a minha actividade em Espanha, onde desde 2008, tenho actuado frequentemente, o que me tem dado um enorme traquejo, pois os toiros após os rojões de castigo, que utilizamos, saiam com outro som. No entanto adoro tourear no meu País.
R.T.– Mesmo assim, a Ana tem tido a sorte de participar em algumas corridas televisionadas.
A.R.—É verdade, pois as corridas da minha alternativa e da minha confirmação, foram ambas televisionadas, o que me deu uma certa popularidade. E em Espanha, também as minhas três participações no Certame de Atarfe (Granada), foram emitidas pelo Canal Sur, o que me foi muito benéfico.
R.T. - A propósito, refira-nos onde e quando recebeu a alternativa?
A.R. - Recebi-a, como não poderia deixar de ser, apadrinhada por Mestre Manuel Jorge de Oliveira, na Praça de toiros do Redondo, em 5 de Agosto de 2011, com casa cheia, vindo a confirmá-la em Lisboa na noite de 2 de Agosto de 2012, apadrinhada por Rui Salvador.
R.T. - Tem ídolos?
A.R. - Admiro todos os toureiros que entram numa arena para enfrentar toiros, mas tenho uma admiração muito especial pelo meu Mestre, por Pablo Hermoso de Mendoza, e Diego Ventura. Pela Sónia Matias e pela Ana Batista, com quem já alternei em
variadas ocasiões, e que testemunharam a minha confirmação de alternativa.
A CONFIRMAÇÃO DA ALTERNATIVA EM LISBOA
R.T. - Várias colhidas já teve ao longo da sua carreira, vindo agora de recuperar de uma gravíssima, ocorrida na Praça de Toiros do Cartaxo em 7 de Setembro de 2013 e que a manteve afastada das arenas cinco meses. Tem medo?
A.R. - É verdade que já tive várias quedas, sendo a mais grave a do Cartaxo, que teve várias complicações, entretanto superadas, e que me fez perder vinte e seis corridas.  Quando entro na arena, os nervos consigo controlá-los e toureio com prazer, embora com a noção da responsabilidade. Sofri muito nestes meses em que estive inactiva, passei pela cama do hospital, fui operada, mas foi mais um incentivo para triunfar.
R.T. - Onde pretende chegar, como toureira?
A.R. - Ao lugar que todos ambicionam. Ser Figura do Toureio. É com esse propósito que trabalho diariamente.

R.T. - Maurício do Valle, acaba de regressar à sua equipe como apoderado em Portugal. Quem a representa em Espanha?
A.R. - O Maurício do Valle que já me representara em Portugal anteriormente, regressou, o que me deu uma enorme satisfação. Em Espanha é Francisco Cáceres, um bom apoderado, que tem lutado a meu lado, junta das empresas para me contratarem, o que Graças a Deus, tem sido conseguido.
   E assim terminou esta conversa, com uma jovem nos belos verdes 24 anos, com garra, decidida a cumprir o seu sonho, de fazer História nas arenas.

FESTIVAL DA JUVENTUDE EM SOBRAL DE MONT´ AGRAÇO

FESTIVAL DA JUVENTUDE EM
SOBRAL DE MONT´ AGRAÇO
JOAQUIM  RIBEIRO  "CUQUI"
   A Tertúlia Tauromáquica Sobralense, levará a efeito no próximo dia 25 de Abril, pelas 17 horas, na praça de toiros da sua terra, (como de há anos a esta parte organiza) um Festival Taurino, em que intervirão os cavaleiros amadores Jacobo Botero e Luís Rouxinol filho, o matador de toiros António João Ferreira e os novilheiros Manuel Dias Gomes, Joaquim Ribeiro “Cuqui” e Diogo Peseiro. Serão lidados novilhos de São Marcos (2) e Carlos Falé Filipe (4). Pegarão os Forcados Amadores de Coruche.


CORRIDA EM ALTER DO CHÃO

CORRIDA EM
ALTER DO CHÃO
VITOR RIBEIRO
   Como anualmente sucede, por ocasião da Feira de São Marcos em Alter do Chão, realizar-se à no próximo dia 25 de Abril às 17 horas, a Tradicional Corrida de Toiros, que o empresário local Jorge Carvalho, um ano mais organiza, apresentando seis toiros da ganaderia Palha e um de Canas Vigouroux. Um excelente cartaz composto pelos cavaleiros António Ribeiro Telles, Vitor Ribeiro e João Salgueiro da Costa, pelo matador Sérgio dos Santos “Parrita” e pelos Grupos de Forcados Amadores de Montemor e de Alter do Chão.


terça-feira, 22 de Abril de 2014

"MORANTE DE LA PUEBLA" SUBSTITUÍDO EM ZARAGOZA

“MORANTE DE LA PUEBLA”
SUBSTITUÍDO EM ZARADOZA
MANUEL DE JESUS "EL CID "
   Estava a suscitar enorme interesse entre a afición "Maña", o mano-a-mano  que poria frente a frente Juan Serrano “Finito de Córdoba” e José António Camacho “Morante de La Puebla”, amanhã dia 23, na Praça de Toiros de La Misericórdia, em Zaragosa. Por força da lesão contraída pelo diestro de La Puebla del Rio, no passado Domingo de Páscoa em Málaga, a empresa viu-se forçada a alterar o cartaz, entrando Manuel de Jesus “El Cid” e Daniel Luque, que actuarão com “Finito de Córdoba”. Lidar-se-ão toiros de Juan Pedro Domecq, Nuñez del Cuvillo e Vellosino.


DIA DAS MENTIRAS FORA DE TEMPO

DIA DAS MENTIRAS
 FORA DE TEMPO
   Já lá vão vários dias sobre a data de 1 de Abril (dia das mentiras), em que alguns brincalhões emitem notícias não verídicas, logo desmentidas no dia imediato. É tradição! Vieram esta tarde a terreiro, os ex. matadores de toiros Fernando Cepeda e Curro Vasquez, apoderados respectivamente dos diestros Miguel Angel Perera e Alejandro Talavante, anunciar, que não haverá qualquer mano-a-mano entre os diestros citados, no próximo dia 11 de Maio, na Praça de Toiros de Jerez de Los Caballeros. Aqui fica a rectificação, da notícia por nós dada, que teve por base os sites espanhóis.

MANO - A - MANO PERERA / TALAVANTE


PERERA
TALAVANTE
                                                                                                     Muito em voga nos dias de hoje em Espanha, as empresas montam cartéis de mano—a—mano, uma formula interessante encontrada para medir dois toureiros de características diferentes. No próximo dia 11 de Maio, na Praça de Toiros de Jerez de Los Caballeros, e por ocasião do Salão do Presunto, dois matadores de Badajoz encontrar-se-ão na arena, Miguel Angel Perera e Alejandro Talavante, (ambos a atravessar excelente momento nas suas carreiras), para lidar um curro de toiros de Cayetano Muñoz.
    
PACO UREÑA
TRIUNFOU EM ARLES
MIGUEL ABELLÁN
   Na tarde de ontem dia 21, a Feira de Páscoa teve o seu epilogo na Cidade Francesa de Arles, com uma corrida de toiros, em que se lidaram toiros da ganaderia de Robert Margé, com o sexto toiro a ter honras de volta lenta no arraste. Actuaram os matadores Miguel Abellán (ovação e assobios), Manuel Escribano (ovação em ambos) e Paco Ureña (ovação e duas orelhas), tendo abandonado a praça em ombros.


segunda-feira, 21 de Abril de 2014

CASA CHEIA EM ARLES

CASA CHEIA EM
ARLES
ANDY  CARTAGENA
   A penúltima corrida da Feira de Páscoa, realizou-se na manhã de hoje dia 21 em Arles. Foi uma corrida de rejoneio, que registou casa cheia e em que Andy Cartagena, saiu em ombros pela Porta dos Cônsules. Foi lidado um curro de toiros de Murube. Andy Cartagena (duas orelhas e duas orelhas), Diego Ventura (orelha e ovação) e Lea Vicens (silêncio e orelha).